Brasiliana Eletrônica



Cor e mobilidade social em Florianópolis

Leia a obra na íntegra

A obra dos dois sociólogos analisa as relações raciais na capital catarinense no final da década de 1950, com base na história da comunidade e no estudo da preservação dos antigos padrões de contato entre negros e brancos. Os autores discorrem sobre as características da colonização portuguesa, a inserção do negro no processo produtivo, a singularidade da escravidão na área, as mudanças estruturais dos séculos XIX e XX, os preconceitos de cor e as ideologias raciais de brancos, negros e mulatos verificadas em Florianópolis.

Leia a obra na íntegra